Médicos brasileiros conhecem nova técnica endoscópica para tratamento de refluxo

Atualizado: 23 de Dez de 2020




A Endogastric Solutions inicia treinamento para preparar especialistas em endoscopia digestiva e cirurgiões do aparelho digestivo a fazer o implante do dispositivo médico Esophyx. Especialistas internacionais irão mostrar ao vivo, por videoconferência, o novo procedimento aprovado pela Anvisa. Doença atinge cerca de 30% da população adulta


Cerca de 20 médicos brasileiros conhecerão, nos próximos dias 10 e 11 de dezembro, técnica médica aprovada em outubro pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para o tratamento da Doença do Refluxo Gastroesofágico (DRGE), mal que atinge cerca de 30% da população adulta do Brasil, conforme dados da Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG). Eles integram a primeira de uma sequência de turmas que serão montadas pela empresa americana Endogastric Solutions para apresentar as técnicas de implante do dispositivo médico Esophyx, que já é amplamente usado nos Estados Unidos e na Europa.


Os médicos americanos Kenneth Chang e Ninh T. Nguyen conduzirão as aulas. Chang é gastroenterologista, chefe da Divisão Gastrointestinal e Diretor Executivo do Comprehensive Digestive Disease Center da Universidade da Califórnia, em Irvine (UCI). Chang é também membro do American College of Gastroenterology (ACG) e professor de gastroenterologia e hepatologia na Escola de Medicina da UCI.

O seu colega Ninh T. Nguyen é especializado em cirurgia gastroesofágica minimamente invasiva e cirurgia bariátrica. Ele também foi pioneiro no desenvolvimento de esofagectomia laparoscópica e gastrectomia para o tratamento de patologia esofagogástrica. Nguyen é membro do American College of Surgeons, da Association for Academic Surgery, da Sociedade Americana de Cirurgia Bariátrica e Metabólica (ASMBS) e da Sociedade de Cirurgiões Gastrointestinais e Endoscópicos Americanos (SAGES).


“O primeiro módulo no dia 10 será uma aula teórica em que os especialistas internacionais irão comandar uma discussão sobre as opções de tratamento para pacientes que sofrem da Doença de Refluxo. Eles irão abordar especialmente o diagnóstico e avaliação dos pacientes para indicação de tratamento específico. E no dia 11, eles apresentarão ao vivo uma série de procedimentos TIF (do inglês Transoral Incisionless Funduplication, ou Procedimento Transoral de Funduplicatura) com uso do Esophyx ”, explica Simone Arins, representante da Endogastric Solutions na América Latina.


Para as próximas turmas, os médicos interessados podem fazer inscrição gratuita pelo endereço eletrônico www.centroderefluxobr.com/treinamento. As aulas acontecerão através da plataforma Zoom. Serão quatro módulos, sendo os dois primeiros pré-requisitos indispensáveis para as etapas seguintes.


Novo tratamento Implantado entre o esôfago e o estômago por meio de um procedimento endoscópico denominado TIF (do inglês Transoral Incisionless Funduplication, ou Procedimento Transoral de Funduplicatura), o Esophyx é um dispositivo médico já amplamente usado nos Estados Unidos (aprovado pelo FDA em 2007) e Europa. Estudos clínicos com “follow up” de 3 anos conduzidos pela Endogastric Solutions, fabricante do dispositivo, apontam que 75% dos pacientes ficam livre da medicação (PPIs) e 82% têm a esofagite completamente cicatrizada.


No Brasil, o Esophyx será distribuído com exclusividade pela Top Med. Com 11 anos de mercado e sede em Goiânia, a empresa é pioneira na distribuição de novas tecnologias médicas no Brasil, como o Spatz 3, balão intragástrico ajustável usado em diversos tratamentos médicos contra a obesidade. “Estamos sempre em contato com a comunidade médica nacional e internacional e atentos às mais recentes pesquisas científicas sobre tratamento de diversas doenças que afetam especialmente a população brasileira, como os males da obesidade, patologias cardio respiratórias e cardiovasculares”, explica o diretor e fundador da Top Med, Fernando Goulart.

52 visualizações0 comentário